A importância da qualidade nas instalações elétricas

segurança nas instalações elétricas

A qualidade das instalações elétricas é um assunto que, embora muitos conheçam sua importância, poucos realmente se atentam a determinada causa.

E por isso, inclusive se torna um assunto de recorrente discussão e muitas polêmicas entre órgãos responsáveis, profissionais da área e demais envolvidos.

É um tema que precisa ser mais bem discutido entre as pessoas, para que os profissionais consigam oferecer serviços de maior qualidade. Pois, uma boa instalação elétrica está mais voltada a uma educação que vise à percepção das situações do que a uma gama de técnicas específicas.

Com os avanços de tecnológicos de nossa geração, a energia elétrica se tornou o principal combustível para o abastecimento do cotidiano.

Você consegue imaginar como seria caótico um blecaute mundial? Sim, a segurança, a saúde, o bem-estar e conforto das pessoas estão diretamente relacionados à energia elétrica.

Portanto, podemos chegar à conclusão de que para o funcionamento pleno do atual mundo em que vivemos, é preciso que a energia elétrica esteja espalhada por todos os cantos. Bastam poucos minutos de queda de energia em um determinado lugar para que todos os processos que a envolvam sejam afetados.

Daí resulta também a grande importância da qualidade de instalações elétricas nos diferentes locais.

É fundamental não só para o pleno funcionamento dos objetos, setores, instituições, prédios, máquinas, etc. mas, também é a qualidade desse manuseio que garante a segurança dos profissionais da eletricidade.

Os riscos de uma instalação precária

No Brasil, os principais acidentes elétricos são decorrentes da falta de planejamento para a instalação elétrica e o não uso de materiais recomendados e específicos para determinados fazeres do ofício.

Isso que os dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade, a Abracopel, advertem.

Segundo a instituição, a baixa qualidade de equipamentos e a falta de projetos decididos com antecedência – tanto nos próprios planejamentos das empresas quanto nos casos específicos do lugar onde a instalação será aplicada – faz com que a maioria das instalações brasileiras apresente erros ou fique à margem de situações precárias.

Isso acontece porque mesmo as pessoas quando instalam a parte elétrica de suas casas – devido à falta informação e instrução sobre maneira de se fazer – ou as empresas contratadas para fazer tal serviço, optam pela compra de materiais mais baratos que não garantem qualidade às obras e possibilitam futuro comprometimento estrutural.

Isso também pode desencadear uma série de riscos para a segurança do trabalhador e das pessoas que irão fazer usufruto das instalações, como choques e lesões, podendo levar inclusive estes a óbito devido às elevadas cargas elétricas.

Prevenção e segurança

Para garantir maior segurança às pessoas que estão diretamente envolvidas com as instalações elétricas, seja como profissionais ou utilizadores dos espaços e objetos, as empresas devem sempre estar atentas às atualizações e agindo conforme normas e recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas, a ABNT.

Pois, o órgão tem um Comitê Brasileiro de Eletricidade, especializado em assuntos dessa abrangência.

Por fim, a recomendação é que mesmo pessoas não profissionais que desejam fazer pequenas instalações ou alterações elétricas, por menores que sejam, estejam atentas às recomendações oficiais. Mas que, ainda assim, contratem os serviços de técnicos eletricistas.

Deixe uma resposta