Segurança

A grande maioria das pessoas sabe que acidentes com eletricidade são capazes de matar. No ano de 2014, só no Brasil, foram registradas 471 mortes decorrentes de acidentes envolvendo eletricidade, quase dez vezes mais do que o número registrado no ano anterior.

Acidentes com eletricidade podem até não levar um indivíduo à óbito, mas pode provocar queimaduras graves, além de tontura, formigamento no corpo e contração involuntária dos músculos.

É pensando nisso que hoje, vamos te mostrar 3 fatos que comprovam que acidentes com eletricidade são mais sérios do que você imagina, além de falar sobre a importância de manter a parte elétrica da sua casa em dia, nas mãos de um bom profissional.

1- Prejuízo na saúde psicológica

Além dos perigos para a saúde física que um acidente com eletricidade pode provocar, também vale considerar os danos à saúde da mente. A partir do momento no qual a corrente elétrica atravessa o cérebro humano, ele está propenso a alterações no humor, no sono, perda de memória recente e ainda propensão à irritabilidade.

2- Alterações cardíacas

O nosso coração pode sofrer de diversas formas devido à um acidente com eletricidade. Uma delas é a alteração dos batimentos que pode resultar numa arritmia ou mesmo a uma parada cardíaca capaz de levar o indivíduo à morte.

3- Problemas no tecido nervoso

Após uma descarga elétrica, o corpo absorve uma grande parcela dessa energia que pode causar tanto queimaduras quando danos graves no tecido nervoso, que podem alterar sistemas importantes do corpo, como o responsável pela respiração.

Os danos no tecido nervoso podem provocar pequenas ou grandes lesões nos músculos, capazes de contraí-los, bem como ocasionar desmaios ou paradas respiratórias.

Como evitar acidentes com eletricidade?

Agora que você já sabe como esses acidentes acontecem, chegou a hora de ficar por dentro de algumas dicas sobre como evitá-los. Portanto, em todo caso:

  • Mantenha a distância de fios e equipamentos de rede elétrica nas ruas;
  • Fique longe de torres de transmissão, o aviso está ali por algum motivo;
  • Se um fio elétrico partido cair sobre seu carro, não desça dele. Procure ajuda;
  • Cheque o estado das instalações elétricas em sua casa;
  • Antes de uma reforma, desligue a chave de energia. Além disso, procure sempre a ajuda de um bom eletricista;
  • Ao trocar uma lâmpada, desligue o interruptor antes;
  • Jamais mexa na parte interior de aparelhos eletrônicos como televisões e computadores;
  • Não coloque talheres ou outros objetos metálicos dentro de fornos elétricos ou micro-ondas;
  • Antes de mudar a temperatura do chuveiro, desligue-o;
  • Nunca mexa em aparelhos elétricos com os pés ou mãos molhadas;
  • Se você vai limpar sua geladeira, por exemplo, desligue-a da tomada;
  • Não conecte muitos aparelhos na mesma extensão, isso pode causar um curto circuito.

Acidentes que envolvem eletricidade são muito sérios, pois mesmo que não levem um indivíduo à morte, podem deixar graves sequelas. Por isso, siga as dicas acima e tome os cuidados necessários para se ver longe desse tipo de acidente.

A qualidade das instalações elétricas é um assunto que, embora muitos conheçam sua importância, poucos realmente se atentam a determinada causa.

E por isso, inclusive se torna um assunto de recorrente discussão e muitas polêmicas entre órgãos responsáveis, profissionais da área e demais envolvidos.

É um tema que precisa ser mais bem discutido entre as pessoas, para que os profissionais consigam oferecer serviços de maior qualidade. Pois, uma boa instalação elétrica está mais voltada a uma educação que vise à percepção das situações do que a uma gama de técnicas específicas.

Com os avanços de tecnológicos de nossa geração, a energia elétrica se tornou o principal combustível para o abastecimento do cotidiano.

Você consegue imaginar como seria caótico um blecaute mundial? Sim, a segurança, a saúde, o bem-estar e conforto das pessoas estão diretamente relacionados à energia elétrica.

Portanto, podemos chegar à conclusão de que para o funcionamento pleno do atual mundo em que vivemos, é preciso que a energia elétrica esteja espalhada por todos os cantos. Bastam poucos minutos de queda de energia em um determinado lugar para que todos os processos que a envolvam sejam afetados.

Daí resulta também a grande importância da qualidade de instalações elétricas nos diferentes locais.

É fundamental não só para o pleno funcionamento dos objetos, setores, instituições, prédios, máquinas, etc. mas, também é a qualidade desse manuseio que garante a segurança dos profissionais da eletricidade.

Os riscos de uma instalação precária

No Brasil, os principais acidentes elétricos são decorrentes da falta de planejamento para a instalação elétrica e o não uso de materiais recomendados e específicos para determinados fazeres do ofício.

Isso que os dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade, a Abracopel, advertem.

Segundo a instituição, a baixa qualidade de equipamentos e a falta de projetos decididos com antecedência – tanto nos próprios planejamentos das empresas quanto nos casos específicos do lugar onde a instalação será aplicada – faz com que a maioria das instalações brasileiras apresente erros ou fique à margem de situações precárias.

Isso acontece porque mesmo as pessoas quando instalam a parte elétrica de suas casas – devido à falta informação e instrução sobre maneira de se fazer – ou as empresas contratadas para fazer tal serviço, optam pela compra de materiais mais baratos que não garantem qualidade às obras e possibilitam futuro comprometimento estrutural.

Isso também pode desencadear uma série de riscos para a segurança do trabalhador e das pessoas que irão fazer usufruto das instalações, como choques e lesões, podendo levar inclusive estes a óbito devido às elevadas cargas elétricas.

Prevenção e segurança

Para garantir maior segurança às pessoas que estão diretamente envolvidas com as instalações elétricas, seja como profissionais ou utilizadores dos espaços e objetos, as empresas devem sempre estar atentas às atualizações e agindo conforme normas e recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas, a ABNT.

Pois, o órgão tem um Comitê Brasileiro de Eletricidade, especializado em assuntos dessa abrangência.

Por fim, a recomendação é que mesmo pessoas não profissionais que desejam fazer pequenas instalações ou alterações elétricas, por menores que sejam, estejam atentas às recomendações oficiais. Mas que, ainda assim, contratem os serviços de técnicos eletricistas.